Banner Topo 728×90 (#visitebc)
Banner Topo 728×90 (#visitebc)

Balneário Camboriú Foto Festival começa dia 17

Balneário Camboriú Foto Festival começa dia 17

Palestras, oficinas, exposições e muita fotografia. Balneário Camboriú vai se transformar num grande estúdio de 17 a 21 de agosto, durante o Balneário Camboriú Foto Festival – iniciativa da Fundação Cultural de Balneário Camboriú (FCBC) e da Câmara Setorial de Fotografia. O evento é apoiado pela Brasil Imagens, Inteligência Smart Marketing, Sesc, Hotel Sibara, Univali, Multicor, Color Center, Balneário Camboriú Shopping, Floripa na Foto, Duo Arte e Produção, KombinacomFoto, Nefa/UFSC, Biro Erre, Conselho Municipal de Política Cultural, Câmara Setorial do Patrimônio Cultural, Escritório de Projetos da Economia criativa, Complexo Turístico Cristo luz, Acibalc e a La Luminosa. As inscrições para as oficinas poderão ser feitas por meio digital de 1º a 9 de agosto, acessando o formulário próprio no site www.culturabc.com.br/fotofestival. Este evento faz parte da programação da Estação Cultural de Inverno 2015.

Mais informações

Celso Peixoto – (47) 9955.7895 | 8481.8450

———————————————–

PROGRAMAÇÃO

Dia 17/08 (segunda feira)

9h às 16h: Fotografia Contemporânea – Oficina com o fotógrafo Álvaro Dias

Local: SESC Balneário

10h às 16h: Kombinacomfoto – Projeto de Fotografia Itinerante em Kombi

Local: Em frente ao Teatro Municipal Bruno Nitz

10h às 22h: Projeções e Encontro de Foto LivrosAcervo Floripa na Foto autores Brasil/Argentina

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

14h às 17h: Elaboração de Projetos – Oficina de com Bia Mattar

Local: SESC Balneário

19h: Abertura oficial – Palestra “A importância de estar perdido”, com Scott Macleay

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

Dia 18/08 (terça feira)

9h às 22h – Projeções e Encontro de Foto LivrosAcervo Floripa na Foto autores Brasil / Argentina
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

9 às 17h – Leitura de portfólio com Scott Macleay

Local: Teatro Municipal

9h às 12h – Oficina: Conservação Preventiva de Acervos Fotográficos, com Lilian Martins

Local: SESC Balneário

10h às 12h: Palestra: Fotografias Antigas de Balneário Camboriú, com Sergio Ulber

Local: Univali Itajaí

14h às 17h: Oficina: Conservação Preventiva de Acervos Fotográficos, com Lilian Martins

Local: SESC Balneário

18h: A Etnofotografia da Cidade – Palestra com Rita Alves

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

20h: Fotolivro como Narrativa – Palestra com Laura Lavergne

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

Dia 19/08 (quarta feira)

9h às 22h: Projeções e Encontro de Foto LivrosAcervo Floripa na Foto autores Brasil / Argentina

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

9h às 18h: A Etnofotografia da Cidade Saída fotográfica e mostra digital com Rita Alves

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

9h às 16h: Autoedição de Fotolivros – Oficina com Laura Lavergne

Local: SESC Balneário

9h às 17h: Cianotipia e Cianótipos – Oficina com Eduardo Gomes

Local: Univali Itajaí – Laboratório de Fotografia

9h às 17h: Pinhole – Oficina com Jusselen Nunes

Local: Univali / Itajaí – Laboratório de Fotografia

19h: A Fotografia no Contexto da História – Palestra com Evandro Teixeira

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

Dia 20/08 (quinta feira)

9h às 18h: Fotojornalismo – Oficina com Evandro Teixeira

Local: SESC Balneário

9h às 18h: Fotografia Contemporânea – Oficina com Lucila Horn

Local: SESC Balneário

19h: Trajetória e Processo Criativo – Palestra com Cássio Vasconcellos

Local: Teatro Municipal Bruno Nitz

Dia 21/08 (sexta feira)

14h às 18h: Studio Still – Oficina com Leonel Tedesco

Local: Studio Brasil Imagens – Praia do Estaleiro

Exposições confirmadas:

3/08 – Exposição Coletiva da Setorial de Fotografia

Local: Galeria de Vidro – Biblioteca Municipal Machado de Assis

5/08 – Exposição 4 Décadas em 40 Fotos, iconografia Circo Teatro Biriba, de Marcelo Fernandes

Local: Galeria Municipal de Arte BC

6/08 – Exposição Imagens da Mudança, de Waldemar Anacleto

Local: SESC BC

7/08 – Exposição Minhas Meninas, de Ederson Simas

Local: Biblioteca da Univali Itajaí.

17/08 – Exposição 4 Décadas em 40 Fotos, iconografia Circo Teatro Biriba, de Marcelo Fernandes

Local: BC Shopping

19/08 – Exposição Vida de pescador, de Any Costa (Lei de Incentivo a Cultura)

Exposição Vidas gestadas, de Dagma Castro (Lei de Incentivo a Cultura)

Local: Galeria Municipal de Arte BC

24/08 – Exposição Rua dos Negros de Leonel Tedesco

Local: Biblioteca da Univali Itajaí

SAIBA MAIS

PALESTRANTES/OFICINEIROS

SCOTT MACLEAY

Fotógrafo, artista novas mídias, compositor e escritor, iniciou sua carreira artística em Vancouver, Canadá. Viveu na França e trabalhou em Paris e Nova York por trinta anos. Sua obra foi exposta em diversas galerias privadas e museus na Europa, América do Norte e Japão. Desde que mudou para Brasil, dedica­se à fotografia autoral, vídeo arte e criações de novas mídias. Fundou o Processo Criativo, um movimento dedicado à promoção e desenvolvimento de trabalhos inovadores e pesquisas nas artes tecnológicas. No contexto desse movimento tem conduzido workshops em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Tiradentes, Curitiba e Florianópolis.

Sua obra fotográfica tem sido amplamente publicada e acompanhada na França, nos EUA e no Brasil: Art Magazine, Art in America, Clichês, Zoom, Camera Arts, Empreintes, Photo Magazine, entre outras publicações.

Seu livro de ensaios “PENSAR, SENTIR, VER – Percepção e Processo em Fotografia” foi lançado pela empresa brasileira Editora Photo em março 2015 no SESC Santana São Paulo, no Foto em Pauta ­ Festival de Fotografia de Tiradentes e no Centro Europeu de Curitiba.

MARIA LUCILA HORN

Possui Especialização em Arte e Ciências Humanas, Especialização em Fotografia, Mestrado em Educação e Cultura. Artista, Curadora, Produtora e Arte Educadora.

Desenvolve pela Duo Arte e Produção organização de cursos nas área de fotografia, tendo atuado com Cláudio Feijó, Mario Espinosa, Clicio Barroso, Walter Firmo, Kazuo Okubo, Fábio Elias, Marcos Issa, Evandro Teixeira, Sebastian Rojas entre outros.

Atua na área de educação como professora no ensino superior com fundamentos da linguagem visual, Fundamentos e Metodologia do ensino de Arte (UFSC e UDESC), na graduação em Gestão Pública da UAB/IFSC e das Especializações em Artes Visuais: Cultura & Criação e Gestão Cultural SENAC SC de 2006 a 2011.

Atualmente, é membro da diretoria da AAESC (Associação de Arte Educação de Santa Catarina) e membro do Conselho Municipal de Cultura de Florianópolis. Produz o evento Fotografalando que acontece em Florianópolis uma vez por mês no Museu da Imagem e do Som onde é selecionado um fotógrafo para falar sobre seu trabalho. Está à frente NEFA – Núcleo de estudos em fotografia e arte desde 2014. Escreve e apresenta trabalhos sobre fotografia contemporânea, tendo participado do II Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia, realizado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. É criadora e coordenadora, junto com Lucila Horn do Festival de Fotografia Floripa na Foto, que em 2015 vai para sua 4ª edição.

LAURA LAVERGNE

Nasceu em 1965. Atualmente, reside em Ranelagh, Distrito de Berazategui, província de Buenos Aires, Argentina. É fotógrafa e professora de fotografia. Antes de dedicar­se à fotografia cursou quase toda a carreira de Sociologia nas universidades de São Marcos de Lima (Peru) e Buenos Aires (Argentina). Desde 1990, quando começou a trabalhar profissionalmente como freelance, fez fotografias para diversos meios e empresas, como El Porteño, La Nación, Editorial Planeta, Emecé, Tusquets, entre outros. Também desenvolveu numerosos projetos de comunicação visual, como os calendários fotográficos dos distritos bonaerenses de Berazategui, Florencio Varela e Quilmes. Realizou fotos comerciais áreas, de gastronomia, moda e decoração. Desde 2009 participa da Feira de Livros de Fotos de Autor/ Buenos Aires (Argentina), onde apresentou “Em terra” (protótipo da edição, 2009), “Mujeres” (2010), “Texturas Naturales” /Bariloche/Argentina (2011), “Puertas y Ventanas” / Córdoba/Argentina (2011), “Postales Cotidianas”/Salta y Jujuy/Argentina (2011), “Women&Men Detalles” (2012) e “TchayKoffee” (2012), em coautoría com a fotógrafa Sabrina Meira, Em terra (2013), “Miárbol” (2014) e “Em terra” (versão artesanal­livro de artista­2014).

RITA ALVES

Doutora em Antropologia, pertence ao Programa de Estudos Pós­Graduados em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e coordena o curso de extensão “Antropologia Visual” da PUC­SP. Participa, como professora convidada, do curso de Especialização Lato Sensu em Fotografia da UNIVALI. Dedica-se à docência e pesquisas envolvendo imagens, estética, cidade, tecnologias e culturas juvenis, orientando trabalhos de graduação, iniciação científica e mestrado nestas temáticas. Participa da rede internacional de pesquisadores do GT “Juventudes, infancias: políticas, culturas y instituciones sociales en América Latina” do Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO) por meio do projeto de pesquisa: “Jovens/juventudes: políticas públicas e formas de participação cultural, política e comunicacional”. Participa da investigação “Violências da Democracia: o genocídio juvenil e a Comissão da Verdade da Democracia” desenvolvida junto à Comissão da Verdade da Democracia “Mães de Maio” em articulação com a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República”. Integra o grupo de pesquisa “Imagens, metrópole e culturas juvenis” do CNPq. Fez pós­doutorado junto ao Programa Postdoctoral de Investigación en Ciencias Sociales, Niñez y Juventud promovido pela CLACSO.

EVANDRO TEIXEIRA

Nasceu em 1935, em Irajuba, interior da Bahia. Em 1957, no Rio de Janeiro, inicia a carreira como repórter fotográfico de O Diário da Noite e O Jornal (Diários Associados). Em 1963, vai para o Jornal do Brasil onde ao longo de 47 anos se tornou um dos principais fotojornalistas do mundo. Já realizou exposições individuais nas principais capitais do mundo e em várias cidades do Brasil. Foi jurado de prêmios nacionais e internacionais de fotografia/jornalismo. Em 1997, lançou “Canudos, 100 anos”, um registro histórico do cenário da guerra, de seus sobreviventes e herdeiros ­ todos com mais de 100 anos de idade. Em 2002, lançou “O Livro das Águas”, registrando o impacto do programa de irrigação na vida dos sertanejos do Rio Grande do Norte.

Em 2004, é publicado o livro “Vou Viver” sobre a morte do poeta chileno Pablo Neruda e registro da ditadura da década de 70 no Chile (Nesta reportagem, Evandro deu um dos maiores furos de toda a sua carreira: fotografou com exclusividade o corpo de Neruda e toda sua preparação para o histórico funeral do poeta). Também em 2004, Evandro teve sua vida e obra retratada em um documentário, exibido nacionalmente: “Evandro Teixeira: Instantâneos da Realidade”.

Em 2008, Evandro lança o livro “68 Destinos/Passeata dos 100 mil” com fotografias de cenas do Golpe Militar do Brasil. Ainda em 2008, fotografou durante três meses entre Alagoas e Pernambuco para o livro “Vidas Secas” que comemora os 70 anos da publicação do clássico de Graciliano Ramos. Já em 2009, viaja pelo Brasil, fotografando os projetos da ONG Visão Mundial para o livro “Caminhos da Transformação”.

CÁSSIO VASCONCELLOS

Cássio Campos Vasconcellos, natural de São Paulo (SP), iniciou sua trajetória na fotografia em 1981, na escola Imagem­Ação. Participou de mais de 190 exposições em 20 países. Integra o seleto grupo do “The World Atlas of Street Photography”, livro publicado pela Thames & Hudson, Inglaterra, e pela Yale University Press, U.S.A. e que traz a série “Noturnos São Paulo”.

Nos últimos anos, o artista apresentou “Coletivos”, no Today Art Museum (TAM), Pequim, China (2013); “Itinerant Languages of Photography”, Princeton University Art Museum, Princeton, New Jersey, Estados Unidos (2013); e “O Elogio da Vertigem: Coleção Itaú de Fotografia”, Maison Européenne de La Photographie, Paris, França. Como fotojornalista, trabalhou na Folha de São Paulo, em 1988. Viveu em Nova Iorque em 1984­85 e em Paris, em 1989, atuando como freelancer e em 2003 desenvolvendo um ensaio fotográfico sobre a cidade. Em 1990, trabalhou no estúdio da DPZ Propaganda.

Cássio Vasconcellos publicou livros como: Aéreas do Brasil (BEI, 2014), Panorâmicas (DBA, 2012), Aéreas (Terra Virgem Editora, 2010) e Noturnos São Paulo (2002). Ganhou vários prêmios como o Conrado Wessel de Arte (2011), Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA ­ 2002), pela melhor exposição do ano com a mostra “Noturnos São Paulo”; Prêmio Porto Seguro de Fotografia, (2001); e Fundação Nacional de Arte (Funarte) (1995). Suas imagens fazem parte de diversas coleções no Brasil e no exterior, como o MASP ­ Museu de Arte de São Paulo (São Paulo, Brasil), Bibliothèque Nationale (Paris, França) e Museum of Fine Arts (Houston, Estados Unidos).

BIA MATTAR

Formada pelo Curso de Elaboração e Gestão de Projetos da Economia Criativa do MINC e Secretaria da Economia Criativa, ministrado pelo SENAC/DF.

Frequentou diversos cursos livres profissionalizantes de gestão cultural, elaboração de projetos em instituições como Rede CEMEC/SP; FGV e MINC. Consultora Técnica de Projetos de Leis de Incentivo à Cultura e Editais públicos e privados. Técnica em processamento de dados pelo Instituto Pentágono em São Paulo. Proprietária do Escritório de Projetos da Economia Criativa. Ex­membro do Conselho Municipal de Florianópolis; do Conselho Estadual de Cultura de Santa Catarina e Colegiado Setorial de Dança do Ministério da Cultura. Palestrante de temas como fomento, formação e financiamento à cultura. Em 2013 fez curadoria do Prêmio Nacional de Dança da Funarte/MINC. Em 2015, foi selecionada pelo Edital Cultura#Negócios do MINC e Secretaria da Economia Criativa no evento Internacional de Feira de Negócios Culturais em Santiago, no Chile.

LILIAN MARTINS

Conservadora e Restauradora de Bens Culturais Móveis, servidora efetiva na função na Fundação Cultural de Balneário Camboriú, associada à ACCR ­ Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores, sendo membro do Conselho Técnico da instituição. Membro da Câmara de Patrimônio Cultural de Balneário Camboriú, representando esta Câmara no Conselho Municipal de Política Cultural de Balneário Camboriú.

EDUARDO GOMES

Iniciou na fotografia em 1994, ainda muito jovem, foi um caso de amor à primeira vista, desde então, fotografar virou sua profissão e seu hobby, pois é algo que realmente ama. Participou de diversos eventos da área da Fotografia, Workshop, Congressos e Festivais. Cursou Jornalismo na Universidade do Vale do Itajaí (2007) e especialização em Propaganda e Marketing (UNIVALI, 2009).

Com essa experiência e formação acadêmica, atua e transita com facilidade no universo da fotografia social, publicitária e jornalística. Também realiza projetos e oficinas de fotografia para crianças carentes de entidades filantrópicas, escolas públicas e ONGS. Atualmente, é docente na Universidade do Vale do Itajaí em diversos cursos e diferentes disciplinas relacionadas a fotografia e sem dúvida é um dos grandes nomes da fotografia no Vale do Itajaí.

Para ele a fotografia tem várias funções sociais, mas nenhuma delas é tão sublime como a de nos fazer recordar. “Em grande parte das vezes conseguimos guardar tudo em nossa memória, entretanto, se ela falhar, temos a fotografia ­ Além da Memória!”.

JUSSELEN NUNES

Natural de Porto Alegre está em Balneário Camboriú há 33 anos. Tem formação em nível superior nas áreas de Educação, Direito e Tecnologia em Fotografia.

Seu interesse e encantamento pela Fotografia Pinhole teve início nas aulas de fotografia analógica cursada na Universidade. “A Fotografia Pinhole tem um algo a mais que a torna lúdica, mágica e isso me encanta. Nessa técnica deixo de ser uma mera operadora de potencialidades do aparelho fotográfico cheio de configurações e funções, para ser agente de uma nova situação, agente de um processo histórico, artesanal, criativo, e único”, diz a fotógrafa que apresenta em seu currículo várias exposições fotográficas individuais e coletivas, projetos em nível municipal e nacional, além de ministrar diversas oficinas e workshops na técnica Pinhole.

SERGIO ULBER

Sergio Antonio Ulber nasceu em Brusque, é especialista em Fotografia pela Universidade do Vale do Itajaí (2012) e Bacharel em Design com ênfase em Design Gráfico pela mesma instituição (2008). Foi responsável pela revista digital Foto Grafia, atuando como Coordenador de Equipe, Diretor de Redação, Revisor e Ilustrador. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Fotografia e Ilustração. Desde 2013, atua como Redator na empresa GGeDESIGN Estúdio Gráfico. Desenvolve restaurações e colorizações fotográficas digitais a fim de resgatar, preservar e reinterpretar documentos visuais.

LEONEL TEDESCO

Leonel Tedesco é fotógrafo publicitário, com 40 anos de mercado. Sua trajetória iniciou-se aos 16 anos, desde cedo foi destaque com seu olhar de inquietude criativa, o que lhe rendeu exposições e prêmios ainda no frescor da carreira e da idade. Depois Leonel migrou para a fotografia publicitária, atendendo a diversos segmentos. A correria do mercado fez este gaúcho trocar Porto Alegre pela qualidade de vida e as paisagens de Balneário Camboriú, onde além dos trabalhos no mercado de fotografia publicitária nas áreas de alimentos, arquitetura e still, tem feito exposições com fotografias artísticas e ainda faz questão de repassar seus conhecimentos aos novos apaixonados pela fotografia, ministrando cursos.

Depois Leonel migrou para a fotografia publicitária, atendendo a diversos segmentos. A correria do mercado fez este gaúcho trocar Porto Alegre pela qualidade de vida e as paisagens de Balneário Camboriú, onde além doa trabalhos no mercado de fotografia publicitária, faz questão de repassar seus conhecimentos aos novos apaixonados pela fotografia, ministrando cursos.

Posts Relacionados

Cadastre-se e receba informações por email

Fique informado sobre tudo que acontece em Balneário Camboriú

Você pode se descadastrar a qualquer momento.